domingo, 18 de dezembro de 2011

Mais um ano vai, outro ano vem....

O fim de 2011 chegou. Ao longo do ano pudemos perceber o quão conturbado está o mundo, cada vez mais voltado aos interesses econômicos, decidindo de acordo com eles, e buscando uma liberdade que não sabe nem ao certo como vivê-la de maneira sadia e eficiente. Em 2012 seguem os mesmos desafios... Encontrei uma reflexão interessante e simples sobre aquilo que acredito ser um ótimo começo para uma mudança de tantas posturas que por aí estão - sejam nas relações internacionais, na política, na economia, na vida em sociedade, em nossos lares ou, simplesmente, para com nós mesmos. Assim diz uma frase de que gosto muito:

A melhor maneira de se melhorar o padrão de vida está em melhorar o padrão de pensamento. (U. S. Andersen)

Segue a reflexão:

Nenhuma formação está completa sem a educação ética. Uma postura ética inconsistente ou meramente exterior sabota as retas intenções e trai as causas que se pretende servir. Quem quer viver ou trabalhar ao lado de pessoas sem ética? Educação ética se dá não apenas pela vivência costumeira das normas e valores morais (honestidade, solidariedade, respeito, trabalho etc.), mas principalmente pela cuidadosa reflexão sobre a justeza, validade e razão de ser, para que a adesão a eles seja livre e consciente. Os pais podem estimular e contribuir pelo exemplo, nas situações cotidianas. A escola deve ajudar dando instrumentos para a reflexão. Mas cabe a cada um a tarefa de refletir sobre suas opções éticas fundamentais.

        Texto de Paulo Pozzebon - Universidade São Francisco/SP


Que todos possam desfrutar de belos momentos este fim de ano e que refletir sobre as próprias escolhas e comportamento nos leve a um patamar maior de paz e felicidade!